DÍVIDA COM BANCO: O QUE PODE ACONTECER COM UMA PESSOA QUE ESTÁ DEVENDO AO BANCO

Com certeza, ter dívidas é bastante comum. Mas caso a dívida seja com um banco, o que pode acontecer com o devedor? 

Os bancos começam a entrar em contato através de cartas e ligações, desde que não abusivas e não muito frequentes cobrando juros sobre sua dívida ou em alguns casos, oferecendo inicialmente pouco ou nenhum desconto nos juros da dívida, que depois de alguns meses aumentam. É comum que as instituições financeiras terceirizem a cobrança para escritórios especializados na negociação com clientes em inadimplência. 

Dessa forma, é aconselhável o devedor negociar com o banco durante essa fase a fim de reduzir o valor do montante da dívida para impedir que o banco invada seu patrimônio ou seus bens para cobrar a dívida. 

Frequentemente, as chances de conseguir um abatimento da dívida e conseguir pagar a dívida são boas.

Para cobrar a dívida, podendo chegar ao ponto onde há a penhora dos bens, a instituição financeira tem de ingressar com uma ação de cobrança na Justiça e só ao final do processo é que os bens podem ser penhorados, caso o devedor não pague a dívida. 

O banco poderá penhorar bens desde que não esteja protegido pela lei da impenhorabilidade e no caso dos empresários, pode tentar bloquear até cotas sociais da empresa.

Portanto, a recomendação é entrar em uma negociação o quanto antes, para evitar problemas e obter as melhores condições possíveis.

Como reduzir a taxa de juros da dívida com banco

Para reduzir a taxa de juros da sua dívida, é aconselhável procurar por empresa que realiza analise de redução de juros. A Corta Juros é uma Assessoria Financeira que atua na reabilitação de crédito, e intermediação para negociação de dívidas em contratos bancários visando a redução de financiamento de veículos. A empresa Corta Juros também atua com revisão de contratos de:

  • Cartões de Crédito

  • Empréstimos

  • Imóveis

Além de Veículos.

Espero ter te ajudado neste conteúdo, continue conosco no nosso blog. Leia também: PORQUE OS JUROS DOS BANCOS SÃO ALTOS?

Deixe uma resposta