QUANTAS PARCELAS EM ATRASO O IMOVÉL VAI PARA LEILÃO?

O leilão de imóvel é temido por qualquer mutuário que está atrasado com os seus financiamentos. Mas, você sabe quais as etapas até chegar a essa situação?

De acordo com as regras do financiamento imobiliário, três parcelas em atraso são o limite que o banco aceita. Após isso, a dívida pode ser executada e, consequentemente, o imóvel ser leiloado. Isso porque o bem passa a pertencer à instituição e só volta para o contratante após ele quitar a dívida em atraso.

Você pode atrasar até duas parcelas, se fizer o pagamento delas antes do vencimento de uma terceira prestação, o contrato segue normalmente. Quando vencer a terceira mensalidade sem pagamento, a instituição financeira pode exigir que toda a dívida seja quitada de uma vez.

Porém, na maioria dos casos são dadas condições para ajudar o mutuário, ou seja, os credores costumam preferir a negociação. Por essa razão, no caso de você atrasar três prestações, procure negociar imediatamente antes que alguma medida mais grave seja adotada.

COMO EU SEI QUE MEU IMOVEL PODE IR A LEILÃO?

Quando o comprador atrasa mais do que a tolerância do contrato normalmente de três meses, o banco envia uma notificação de débito, que pode chegar por carta ou por meio de um oficial do cartório.

Depois de receber a intimação referente aos débitos, terá 15 dias para pagar. Se não conseguir quitar a dívida, o imóvel pode ir a leilão em 30 dias. Quando o valor do arremate for maior do que o débito, o comprador recebe a diferença extra. Já na hipótese de a quantia ser menor do que o valor a ser pago, a dívida é tida como encerrada.

Deixe uma resposta